Ligue! (11) 3412-6141 ou (11) 7871-6481

Suspeitos de furtar condomínios, são presos.

Segundo a polícia, foram presos dois homens e uma mulher. Colombianos se passavam por moradores para entrar, diz polícia.

 

Depois de um mês de investigação, a Polícia Civil de Mogi das Cruzes prendeu parte de uma quadrilha especializada no furto de condomínios.

Os três suspeitos - dois homens e uma mulher - são colombianos. Eles foram encaminhados na noite de terça-feira (10) para o 3º Distrito Policial, em César de Sousa.

De acordo com a polícia, a quadrilha é especializada em furtos em condomínios. A polícia informou que em Mogi das Cruzes, eles entraram em dois prédios e furtaram vários apartamentos.

Os suspeitos eram discretos e chegavam aos condomínios como se fossem moradores, enganando os porteiros. Segundo a polícia, eles arrombavam as portas dos apartamentos e levavam objetos pequenos, mas de valor, como joias e dinheiro. Tudo cabia em bolsas pequenas e mochilas. Assim, eles iam embora sem ninguém desconfiar de nada. "Pelo que apuramos até agora. Eles escolhiam os prédios de maneira aleatória, provavelmente, olhando pela faixa de um padrão mais elevado. Aí eles tentavam enganar os porteiros e entrando arrombavam portas", contou o delegado Fabrício Intelizano.

Os suspeitos agiram no prédio onde Rafael Iniesta é síndico. Ele disse que foi a mulher quem entrou primeiro no edifício. "ele passou de carro, ela desceu e encontrou o primeiro portão aberto. Ela entrou e o porteiro entendeu que ela era conhecida de alguém. Entrou no elevador e apertou vários biotões. Depois, ela desceu e sentou no hall em um banco. Nisso um funcionário desceu, a viu e perguntou para o porteiro quem era a moça. Ele disse que ela iria em um dos apartamentos."

O tenente da Polícia Militar Wladimir Bittencourt foi uma das vítimas dos suspeitos. Eles entraram no apartamento do tenente e levaram até as armas do policial. "Eu fui acionado pela síndica por causa de um furto no condomínio e que alguns apartamentos tinham sido arrombados. Quando cheguei no prédio percebi que um dos apartamentos arrombados era o meu. Ele estava com o miolo da fechadura quebrado e a porta enconstada. Vi que o armário estava remexido onde eu tinha joias, dinheiro, relógio e minhas armas guardadas."

Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos também agiam em outras cidades do Estado de São Paulo, como Sorocaba.

A Polícia Civil acredita que existam outros envolvidos e procura por eles. "Tem boletim de ocorrência registrado em Indaiatuba, também colaboramos na investigação da Polícia Civil de Sorocaba de um crime que provavelmente foi o mesmo grupo que praticou. Vamos verificar no litoral se houve crime dessa natureza. Abordamos um veículo com cinco pessoas que seguia para o litoral, mas soubemos que tinha um outro carro que seguia com eles", detalhou o delegado.

Fonte: G1 - Globo.com

Sky Bet Bonuses by http://bettingy.com/ £30 Free Bets